Roney Cytrynowicz
Formado em economia, com doutorado em história pela USP Roney já publicou 3 livros, de história e de ficção: Memória da Barbárie, sobre o genocídio dos judeus na segunda guerra. A Mobilização e o Cotidiano em São Paulo durante a Segunda Guerra Mundial e o livro de crônicas A Vida Secreta dos Relógios, e agora estréia na literatura para crianças com Quando Vovó perdeu a Memória.

Ouça a entrevista em podcast:*
(ou clique aqui para baixar o arquivo em mp3)
(aprox. 6-8 MB)
 
Confira a primeira parte da entrevista.
 
* Para ouvir é necessário ter instalado o iTunes ou versão atualizada do Windows Media Player (ou outro programa que execute mp3).
 
Veja no JOGO RÁPIDO os livros marcantes para Roney Cytrynowicz citados no programa:
Livros marcantes na sua vida
Sadako quer viver. Fala sobre uma menina sobrevivente da bomba atômica de Hiroxima no Japão. Foi o livro que mais marcou a minha infância.

Literatura brasileira
A chave do tamanho, de Monteiro Lobato. Infância, de Graciliano Ramos e Subúrbio, de Fernando Bonassi.

Literatura estrangeira
Os contos em geral de Isaac Bashevis Singer e de Mario Benedetti.

Biblioteca essencial
De Agatha Christie a Machado de Assis, de Frederick Forsith a Franz Kafka.

Autores judeus
Entre os autores de temática judaica que escrevem em português, aprecio muito o Samuel Rawett, o Moacyr Scliar e a Cintia Moscovich.

Livro de bolso
A coleção de LP&M, com livros que vão de Jack Kerouac a Isaac Bashevis Singer.

De crônicas
Comédias da vida privada, de Luis Fernando Veríssimo.

Um bom livro de história
Visão do Paraíso, de Sérgio Buarque de Holanda.

Uma descoberta recente
O escritor português António Lobo Antunes, especialmente Os cus de judas.

Nota de rodapé (uma linha, um provérbio, um verso...)
Gosto muito daquela parte do relógio de bolso e de guardar o tempo numa caixinha!
 


 
       
©2007-2008 Mona Dorf / Rádio Eldorado
Todos os direitos reservados