Paulo Bezerra
Tradutor de Dostoiévski, ensaísta, e crítico literário, Paulo Bezerra é Doutor em Letras pela PUC-Rio, estudou língua e literatura russa na Universidade Lomonóssov, em Moscou, em curso voltado para tradução. Escreve para o Estado, JT e JT onde publica matérias sobre literatura e cultura russa. Foi professor de Teoria Literária na Universidade Federal Fluminense e professor de língua e literatura russa na USP. Traduziu cerca de 50 obras do russo para o português, o último, o clássico Os Irmãos Karamazov, de Dostoiévski, assim como os anteriores do escritor, lançados pela editora 34.

Ouça a entrevista em podcast:*
(ou clique aqui para baixar o arquivo em mp3)
(aprox. 6-8 MB)
 
Confira a primeira parte da entrevista.
 
* Para ouvir é necessário ter instalado o iTunes ou versão atualizada do Windows Media Player (ou outro programa que execute mp3).
 
Veja no JOGO RÁPIDO os livros marcantes para Paulo Bezerra citados no programa:
Dostoiévski nos coloca diante de personagens, complexos, de forte densidade psicológica, de inspiração religiosa e filosófica que se debatem com as grandes questões do ser humano.Depois de passar meses na tradução, reescrevendo essas obras, essas figuras acabam te impregnando de uma certa forma?
Sem dúvida, ficam como uma espécie de tatuagem na memória.

Vamos fazer uma brincadeira, eu falo o nome deles e como se fosse um verbete, você os descreve rapidamente, pode ser?

Raskolnikov: é a história típica de um excluído. Excluído na universidade em que estudava por falta de condições de pagamento, ele não tem dinheiro para nada, mas ao sair de sua casa deixa os últimos centavos que tem na soleira da janela para ajudar a sua família. Ao mesmo tempo comete um crime por motivação filosófica.

O príncipe Míchkin: é um misto de Cristo, Dom Quixote. Um tipo de vidente e mentecapto russo.

Dmitri: É o tipo em quem a paixão explode de uma tal maneira que é capaz de se destruir, e por outro lado é tomado pelo mais profundo amor pelo ser humano.

Nastácia Filíppovna: É a história de uma menina que foi transformada em concubina pelo seu senhor feudal, e vive esse drama entre a condição de concubina e a mais alta dignidade pessoal. São esses extremos que Dostoievski consegue combinar no ser humano porque era assim que ele via nos via.

Rogójin: É um tipo social que Dostoievski viu como decadência da nobreza russa, totalmente desprovido de qualquer comprometimento social. É uma confluência de características humanas que engloba todos os aspectos da lama humana, dos mais sombrios aos mais claros, é assim que ele vê o mundo.

Um livro essencial para entender Fiodor Dostoievski
Problemas da Poéticade Dostoievski, do autor russo Mikhail Bakhtin. A biografia de Dostoievski que está sendo publicada pela Edusp, de Joseph Frank, uma grande obra com cinco volumes. Outra biografia importante chama-se Dostoievski Artista, da editora Civilização Brasileira, do autor Leonid Grossman

Autor brasileiro cujo estilo ou densidade mais se assemelha ao Dostoievski.
Nós temos vários deles. Em termos psicológicos Graciliano Ramos, principalmente na infância.
Em termos de representação de pequenos personagens Lima Barreto. Em termos de paralelos literários Guimarães Rosa, em Grande Sertão: Veredas , há marcas dos Irmãos Karamazov em praticamente todo o romance.
Em termos de afinidade a estética sem tratar de questões de influencia, Machado de Assis.

Nosso programa busca incentivar à leitura. Para quem está começando a descobrir escritores russos como Tolstoi, Gogol e outros, quais livros você indica?
Do Gogol indico Almas Mortas com tradução da Tatiana Belinky, recém publicado pela editora Perspectivas. Indico também a minha tradução do Gogol de O Capote e outras histórias, publicado pela Civilização Brasileiras, mas que vai ser relançado em 2009 pela Editora 34. Há também uma tradução recente publicado pela Editora 34 do Taras Bulba , muito bem traduzido e o texto muito interessante.
É difícil escolher uma coisa do Tolstoi, mas eu indico a Morte de Ivan Ilitch e Hadij Murad traduzidos por Boris Schnaiderman, da Editota 34.
 


 
       
©2007-2008 Mona Dorf / Rádio Eldorado
Todos os direitos reservados