Neta Mello
Pós-graduada em História pela PUC-SP. Trabalhou como professora de História e Atualidades em escolas particulares e como voluntária em projetos ligados à educação. Publicou o livro: Crônicas Memórias. Participou de várias antologias da Rede de Escritoras Brasileiras e da Oficina do Livro Editora. Em 2005, lançou Paulicéia Ignorada.

Ouça a entrevista em podcast:*
(ou clique aqui para baixar o arquivo em mp3)
(aprox. 6-8 MB)
 
Confira a primeira parte da entrevista.
 
* Para ouvir é necessário ter instalado o iTunes ou versão atualizada do Windows Media Player (ou outro programa que execute mp3).
 
Veja no JOGO RÁPIDO os livros marcantes para Neta Mello citados no programa:
Quais são seus blogs de literatura favoritos?
Gosto de ler sobre cinema - o do Luiz Carlos Merten no Estadão, por exemplo. E acabo lendo mais reportagens em sites como o da BBC Brasil do que outros blogs. Nos últimos tempos, por conta do livro que escrevi, li muita coisa relacionada à história - da Revolução de 32, da FEB na Itália na segunda guerra e da deportação dos judeus franceses em 1942. Eric Hobsbawm e Boris Fausto me ajudaram muito. Trouxe material de viagens para essa pesquisa e me afastei um pouco dos blogs.

O que você está lendo no momento?
Acabei ontem Reparação de Ian MacEwan - ele foi brilhante, o livro é uma obra-prima!

O que pretende ler?
Tenho uma pilha... As avós de Doris Lessing é o primeiro da fila. Quero reler Dom Casmurro antes da Flip porque Machado de Assis será o homenageado em 2008.

Obras que marcaram a sua vida e trajetória profissional?
Os infantis do Monteiro Lobato, Memória e Sociedade - histórias de velhos da Ecléa Bosi; Era dos Extremos do Eric Hobsbawm.

Livro de Cabeceira
Presente do Mar de Ann Morrow Lindberg.

Um título inesquecível
Memórias da Emília de Monteiro Lobato

Romance do Coração
Muitos. Um marcante é Anarquistas, graças a Deus -na verdade autobiográfico de Zelia Gattai.

Literatura que conta
A bem escrita e que emociona e que a gente lê com prazer. Acho que as escolas deveriam introduzir autores vivos, mesmo nos vestibulares porque estão mais próximos da realidade dos alunos.

Livro que seu melhor amigo está lendo
Desesperados de Paula Fox.

Uma obra e um autor brasileiro
O Tempo e o Vento de Érico Veríssimo - a saga completa

Um clássico
1984 de George Orwell.

Um imortal
Jorge Amado e Guimarães Rosa.

Poetas indispensáveis
Carlos Drummond de Andrade, Vinícius de Moraes, Fernando Pessoa. Gosto também de Olavo Bilac, Manuel Bandeira.

Texto ou livro ao qual você recorre na hora do apuro
Depende do apuro! Quando o problema é dos filhos, releio trechos de Estação Desembarque do meu amigo José Ernesto Bologna. Gosto de ler crônicas - do Carlos Heitor Cony, O Alienista do Machado de Assis, Lya Luft, abrindo sem procurar...

Nota de Rodapé
“O inferno dos vivos não é algo que será; se existe, é aquele que já está aqui, o inferno no qual vivemos todos os dias, que formamos estando juntos. Existem duas maneiras de não sofrer. A primeira é fácil para a maioria das pessoas: aceitar o inferno e tornar-se parte deste até o ponto de deixar de percebê-lo. A segunda é arriscada e exige atenção e aprendizagem contínuas: tentar saber reconhecer quem e o que, no meio do inferno, não é inferno, e preservá-lo, e abrir espaço”. Cidades Invisíveis de Ítalo Calvino
 
Mais sobre Neta Mello na internet:
www.blogdaneta.blogspot.com/


 
       
©2007-2008 Mona Dorf / Rádio Eldorado
Todos os direitos reservados