Mônica Guttman
Mônica Guttman é psicóloga formada pela PUC-SP com especialização em arteterapia e arte - educação. Há alguns anos atua como professora de arteterapia do Instituto Sedes Sapientae, em São Paulo. Como psicóloga e arte terapeuta, faz atendimentos para crianças, adolescentes, adultos e terceira idade, em seu consultório no Itaim na Vila Olimpia. Tem 10 livros publicados, escreve artigos, contos e poesias para jornais e revistas, além de ministrar cursos e oficinas de artes & literatura e auto -conhecimento. Trabalha na criação de materiais lúdicos e pedagógicos para escolas, na criação de textos e ilustrações para livros infantis, na criação de jogos, cenários e atividades artísticas com crianças. Desenvolve regularmente Workshops e oficinas temáticas. Oferece supervisão para psicólogos, pedagogos, estudantes de psicologia e profissionais da area de saúde.

Ouça a entrevista em podcast:*
(ou clique aqui para baixar o arquivo em mp3)
(aprox. 6-8 MB)
 
Confira a primeira parte da entrevista.
 
* Para ouvir é necessário ter instalado o iTunes ou versão atualizada do Windows Media Player (ou outro programa que execute mp3).
 
Veja no JOGO RÁPIDO os livros marcantes para Mônica Guttman citados no programa:
Livro de cabeceira
Dalai Lama.

Um clássico
Cem anos de solidão, do Gabriel Garcia Marques.

Uma descoberta
Marcas da alma, Mark Gafni.

Romance do coração
Paula, Isabel Allende.

Livro inesquecível
O Conto da Ilha Desconhecida, de José Saramago.

Poetas indispensáveis
Carlos Drummond de Andrade, Vinicius de Moraes, Jorge L. Borges, Cecilia
Meireles, Ferreira Gullar.

Um Imortal
Machado de Assis.

Literatura brasileira
Jorge Amado, Moacyr Scliar, Clarice Lispector.

Título que você sempre quis ler e nunca arrumou tempo
A montanha Mágica, de Thommas Mann.

Para que texto você se volta na hora do apuro?
Gosto de recorrer aos pensamentos de Dalai Lama.

Livro que o seu melhor amigo está lendo...
Meu nome é vermelho -de Orhan Pamuk.

Nota de Rodapé (uma linha, um provérbio, um verso)
Tem um texto do Fernando Sabino que termina assim:

"... fazer da interrupção ,um novo caminho
Da queda, um passo de dança
Do medo, uma escada
Do sonho, uma ponte
Da procura, um encontro..."
E eu acrescentaria :
Da imaginação humana, nossas melhores e mais sábias histórias!
 


 
       
©2007-2008 Mona Dorf / Rádio Eldorado
Todos os direitos reservados