Marçal Aquino
Jornalista e escritor. Foi revisor, repórter e redator nos jornais O Estado de São Paulo e Jornal da Tarde. Hoje é um dos escritores mais vistos de São Paulo, pela quantidade de roteiros, muitos premiados, para os filmes: Ação entre Amigos, Os Matadores, O Cheiro do Ralo, Cão sem Dono e outros. Consultor convidado do Sundance Institute em 2002. Publicou muitos livros, entre eles: O Amor e Outros Objetos Pontiagudos, premiado pelo Jabuti 2000, O Invasor, Famílias Terrivelmente Felizes e Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios, título recomendado por muitos dos nossos entrevistados.

Ouça a entrevista em podcast:*
(ou clique aqui para baixar o arquivo em mp3)
(aprox. 6-8 MB)
 
Confira a primeira parte da entrevista.
 
* Para ouvir é necessário ter instalado o iTunes ou versão atualizada do Windows Media Player (ou outro programa que execute mp3).
 
Veja no JOGO RÁPIDO os livros marcantes para Marçal Aquino citados no programa:
Talentos da nova geração de escritores e obras
Até o Dia em Que o Cão Morreu de Daniel Galera.
Corpo Presente de João Paulo Cuenca.
Falo de Mulher de Ivana Arruda Leite.

Livro de cabeceira
Não tenho! Rs! O livro que estou lendo é o que ocupa a minha cabeceira.

Obras que merecem uma adaptação para o cinema
Livro é sempre livro. O único caso em que aconteceu isto foi com O Cheiro do Ralo de Lourenço Mutarelli .

Livros ou autores injustiçados pelos críticos
Têm tantos! Um autor Paranaense, o Jamil Snege e seu livro: Viver é Prejudicial à Saúde.

Livros que você recomenda para jovens candidatos a escritores?
A Louca da Casa de Rosa Montero.

Obra obrigatória que você ainda não leu
Finnegans Wake de James Joyce.

Livro que você não leu e não vai ler
Qualquer livro de auto ajuda.

Livro a que você recorre na hora do apuro
Poesia de Drummond.

Poetas indispensáveis
Drummond, Bandeira, Murilo Mendes e Jorge de Lima.

Autores estrangeiros
Hemingway, Faulkner, Piglia, Cortázar e Borges.

Literatura brasileira
Graciliano Ramos, Raduan Nassar e Rubem Fonseca.

Cesta básica
Meu filho, minha filha de Fabrício Carpinejar.
Engano Seu de Andréa Del Fuego.

Nota de rodapé
“A literatura continua sendo um mundo maravilhoso, para poucos, infelizmente, mas acho que pessoas inteligentes recorrem sempre à literatura. Não conheço ninguém feliz no mundo que não teve contato com a literatura”.
 


 
       
©2007-2008 Mona Dorf / Rádio Eldorado
Todos os direitos reservados