Maitê Proença
Atriz, trabalhou em diversas novelas, peças de teatro e filmes: Dona Beija, Sassaricando, O Salvador da Pátria, quem não se lembra? No cinema, ela foi A Dama do Cine Shanghai. Nos palcos: sua última aparição foi em Achadas e Perdidas, peça de sua autoria. Ela integra há quase dois anos o programa Saia Justa do GNT e não cansa de se reinventar. Das crônicas que escrevia para a Revista Época, nasceu seu primeiro livro: Entre Ossos e a Escrita. Lançou recentemente: Uma vida Inventada - Memórias Trocadas e Outras Histórias. (Fotos: Fernando Torquato e Vivente de Paulo)

Ouça a entrevista em podcast:*
(ou clique aqui para baixar o arquivo em mp3)
(aprox. 6-8 MB)
 
Confira a primeira parte da entrevista.
 
* Para ouvir é necessário ter instalado o iTunes ou versão atualizada do Windows Media Player (ou outro programa que execute mp3).
 
Veja no JOGO RÁPIDO os livros marcantes para Maitê Proença citados no programa:
Personagem da literatura que você adoraria interpretar
Arthur Rimbaud.

Tragédia ou comédia?
Tragicômico.

Romance do Coração
Toda a obra de Jorge Amado, incluindo: Capitães de Areia.

Autores e escritoras da nova safra e suas obras
Eu com verso de Alessandro Uccello.
Ménage à trois de Paula Taitelbaum.

Livro festejado que lhe decepcionou
O Segredo de Rhonda Byrne.

Nota de Rodapé
“O que mata um jardim é esse olhar vazio. De quem por eles passa indiferente”. Mario Quintana.
 
Mais sobre Maitê Proença na internet:
www.maite.com.br


 
       
©2007-2008 Mona Dorf / Rádio Eldorado
Todos os direitos reservados