José Roberto Sadek
Formado em arquitetura pelo Mackenzie; mestre e doutor em comunicação pela ECA-USP. Fez especialização na Tisch School for the Arts de Nova York. Dirigiu a TV Escola do Ministério da Educação e foi consultor do Banco Mundial. Teve passagens pela TV Cultura, Fundação Roberto Marinho, Instituto Itaú Cultural; além de consultor para o Sebrae, Sesi e CNI. Desde 2004 é secretário-adjunto da Cultura de São Paulo e lançou recentemente o livro: Um olhar do cinema.

Ouça a entrevista em podcast:*
(ou clique aqui para baixar o arquivo em mp3)
(aprox. 6-8 MB)
 
Confira a primeira parte da entrevista.
 
* Para ouvir é necessário ter instalado o iTunes ou versão atualizada do Windows Media Player (ou outro programa que execute mp3).
 
Veja no JOGO RÁPIDO os livros marcantes para José Roberto Sadek citados no programa:
Esse é um programa de indicação de leituras, quais livros marcaram a sua trajetória?
A Volta ao mundo em 80 dias de Júlio Verne.
A obra do Carlos Castaneda.
El llano en llamas de Juan Rulfo.
Memórias Póstumas de Brás Cubas de Machado de Assis.
Shikasta de Doris Lessing.
Dubliners de James Joyce.
Pantaleão e As Visitadoras de Mario Vargas Llosa.
King Lear de Shakespeare.
Cem Anos de Solidão de Gabriel García Márquez.
Esperando Godot de Beckett.
The Caretaker de Harold Pinter.

Leitura do momento
Mil e Uma noites.

O que pretende ler?
Retorno 201 de Guillermo Arriaga.
Psiquiatras psicólogos y otros enfermos de Rodrigo Muñoz Avia.

Livro de cabeceira
Depende da época. Hoje é Mil e Uma noites.

Romance do coração
Cem Anos de Solidão de Gabriel García Márquez.

Literatura estrangeira que conta
Ficção hispânica e dramaturgia inglesa e norte-americana.

Gênero predileto
Roteiros e romances.

Um autor injustiçado
Machado de Assis, deveria ser idolatrado no mundo inteiro.

Um título festejado que te decepcionou
The Color Purple de Alice Walker.
O autor Sam Shepard.

Recomendação de livro para o ouvinte
Franny and Zooey de Salinger.
El amante de Janis Joplin de Elmer Mendoza.
Travessuras de uma menina má de Mario Vargas Llosa.
Fahrenheit 451 de Ray Bradbury.
El tilo de Cesar Aira.

Nota de rodapé
“Escrevo pra me livrar das idéias.” Pablo Neruda
 
Mais sobre José Roberto Sadek na internet:
www.cultura.sp.gov.br


 
       
©2007-2008 Mona Dorf / Rádio Eldorado
Todos os direitos reservados