Dirceu Rodrigues
Jornalista formado pela Cásper Líbero, poeta e escritor do livro de poemas “Canto em Si”, edição esgotada. Jurado do Jabuti na categoria infanto-juvenil.

Ouça a entrevista em podcast:*
(ou clique aqui para baixar o arquivo em mp3)
(aprox. 6-8 MB)
 
Confira a primeira parte da entrevista.
 
* Para ouvir é necessário ter instalado o iTunes ou versão atualizada do Windows Media Player (ou outro programa que execute mp3).
 
Veja no JOGO RÁPIDO os livros marcantes para Dirceu Rodrigues citados no programa:
Livro de cabeceira
Carlos Drummond de Andrade,sempre.A poesia completa dele.

Um clássico
Cem anos de solidão. Para mim é fundamental.

Um romance do coração
"O Amor nos Tempos de Cólera", também do Gabriel García Márquez. Olha, o personagem espera 54 anos por uma mulher, eu acho que é uma maneira super linda de contar uma historia de amor,uma pessoa que fica persistindo por tanto tempo.Agora , a maneira dele de narrar essa história é maravilhosa.

Livro inesquecível
É um livro de infância : "Máquina do Tempo" do George Wells... Eu li na infância, mas ele está aqui dentro de mim.Eu sei todos os detalhes desse livro e eu vi as suas duas adaptações cinematográficas. Felizmente, o que eu imaginei para o livro; ainda é o que vale. É muito bom ,leiam!!!

Quais são seus poetas indispensáveis?
Drummond é minha paixão,cheguei a falar duas vezes com ele ao telefone e tive que lavar a camisa depois, de tanto que eu suei. João Cabral de Melo Neto, Manuel Bandeira que é fantástico e a russa Anna Akmátova , eu li recentemente dois textos dela e fiquei apaixonado.Realmente é uma ótima poeta.Por último Ferreira Gullar, que eu gosto muito, pois possui uma poesia concreta.

Livro que você sempre quis ler e nunca teve tempo?
Acho que "Ulisses" que ainda não o li,não peguei ele para ler,mais quando tiver tempo o farei.

Para que texto você recorre nas horas difíceis?
"Lutar com palavras é a luta mais vã". Entanto lutamos mal rompe a manhã. Lutar com palavras parece ser fruto, não tem carne e sangue, entretanto luto."
O Drummond , ele é realmente minha inspiração. Ele diz que nos devemos lutar com as palavras.

Livro que sua mulher está lendo?
"Vinho e Guerra" – Petie e Don Kladstrup que é um livro sobre a segunda guerra mundial,que é quando os alemães roubam os vinhos da França e levam para a Alemanha.
No pós-guerra os franceses vão lá tentar capturar o que sobrou.O que os alemães não tinham tomado.

Uma nota de rodapé
"Ao poeta cabe mostrar ao homem o ponto de equilíbrio entre a lucidez e a embriaguez porque lúcido não conseguimos dizer coisas que consideramos pudicas demais e embriagados elas se tornam tão impudicas que não achamos mais necessário que elas sejam ditas."
 


 
       
©2007-2008 Mona Dorf / Rádio Eldorado
Todos os direitos reservados