Daniel Piza
Formado em direito pela USP. Jornalista, tradutor e escritor. Trabalhou em vários jornais. É editor-executivo, colunista de O Estado de S.Paulo e comentarista da Globo News. Colabora com revistas Bravo! e Continente Multicultural. Traduziu livros de autores como Herman Melville e Henry James. Tem diversos artigos e obras publicadas. Em 2006, seu livro: Machado de Assis, um gênio brasileiro, foi ganhador do Prêmio Jabuti.

Ouça a entrevista em podcast:*
(ou clique aqui para baixar o arquivo em mp3)
(aprox. 6-8 MB)
 
Confira a primeira parte da entrevista.
 
* Para ouvir é necessário ter instalado o iTunes ou versão atualizada do Windows Media Player (ou outro programa que execute mp3).
 
Veja no JOGO RÁPIDO os livros marcantes para Daniel Piza citados no programa:
Livro de cabeceira
Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis

Suas mais belas memórias de leitura
Fiz um livro inteiro sobre isso, Mistérios da Literatura. Destaco a primeira vez em que li o primeiro volume de Em Busca do Tempo Perdido, de Proust. Foi uma viagem interior transformadora.

Livro que você está lendo agora
Diversos livros sobre a China e Pequim, para onde cubro a Olimpíada.

Livro cuja leitura causou mais impacto na sua vida
Além de Brás Cubas? Notas do Subterrâneo, de Dostoiévski.

Obra que você leu e releu várias vezes
Brás Cubas, Dom Casmurro, Angústia, de Graciliano, os poemas de Drummond e T.S. Eliot, Hamlet, O Livro dos Insultos de H.L. Mencken e o ABC da Literatura, de Ezra Pound. Todos os artigos de Paulo Francis.

Livros para começar a entender de Literatura
O ABC de Pound, Sete Tipos de Ambigüidade, de William Empson, A Ascensão do Romance de Ian Watt, os ensaios de Otto Maria Carpeaux.

Livro que você gostaria de organizar
Os Melhores Ensaios Brasileiros, de Machado de Assis até hoje.

Autor que você gostaria de traduzir
Henry Adams.

Livro que você gostaria de ter escrito
Civilização, de Kenneth Clark, e O Coração das Trevas, de Conrad.

Autor de quem você gostaria de fazer a biografia
Iberê Camargo e Graciliano Ramos.

Cesta básica de clássicos para a formação de um leitor
Sófocles, Dante, Shakespeare, Baudelaire, Dickens, Dostoiévski, Balzac, Proust e Kafka.

Autores brasileiros indispensáveis
Machado, Euclides, Lima, Graciliano, Rosa, Drummond e João Cabral. Fora da ficção: Joaquim Nabuco e Sérgio Buarque de Holanda.

Nota de rodapé
A curiosidade antecede a vaidade.
 
Mais sobre Daniel Piza na internet:
blog.estadao.com.br/blog/piza


 
       
©2007-2008 Mona Dorf / Rádio Eldorado
Todos os direitos reservados