Cristovão Tezza
Seu livro O Filho Eterno foi o grande vencedor do Prêmio Portugal Telecom de Literatura, eleito o melhor romance no ano no Jabuti 2008 e escolhido pelo juri da Revista Bravo!
Escritor, doutor em Literatura Brasileira e professor de Lingüística na Universidade Federal do Paraná. Autor de vários livros: Gran Circo das Américas, Ensaio da Paixão, O Fantasma da Infância, Breve Espaço entre a Cor e a Sombra, ganhador do Prêmio Machado de Assis da Biblioteca Nacional do RJ. Seu livro: O Fotógrafo levou o Prêmio ABL 2005. Já a obra: O Filho Eterno ganhou o APCA 2007, como melhor romance e será publicada na Itália, França, Espanha e Portugal. (Fotos: Guilherme Pupo)

Ouça a entrevista em podcast:*
(ou clique aqui para baixar o arquivo em mp3)
(aprox. 6-8 MB)
 
Confira a primeira parte da entrevista.
 
* Para ouvir é necessário ter instalado o iTunes ou versão atualizada do Windows Media Player (ou outro programa que execute mp3).
 
Veja no JOGO RÁPIDO os livros marcantes para Cristovão Tezza citados no programa:
Você é professor, dá aulas. Cite alguns títulos fundamentais da literatura brasileira para os estudantes que também são nossos ouvintes?
Fico em três referências absolutas: Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis; Vidas Secas, de Graciliano Ramos; Antologia Poética, de Carlos Drummond de Andrade. É um começo maravilhoso para quem quer conhecer nossa literatura.

E da literatura universal?
Aí é uma perdição!(rs...) Alguns títulos: As ilusões perdidas, de Balzac; A morte de Ivan Ilitch, de Tolstói; Crime e Castigo, de Dostoiévski; Lord Jim, de Joseph Conrad; Palmeiras bravas, de William Faulkner; Quatro Quartetos, de T. S. Eliot; Uma antologia de Fernando Pessoa; O teatro americano: Edward Albee, Tennessee Williams, Arthur Miller. A lista não tem fim...

O que você está lendo no momento?
Três livros ao mesmo tempo: Os 49 degraus, ensaios do italiano Roberto Calasso; Histórias e sonhos, do nosso Lima Barreto; A serviço do povo, do chinês Yan Lianke.

O que pretende ler?
A pilha está grande... Estou com duas biografias na fila: do Schopenhauer, de Rüdiger Safranski, e o 4º volume da biografia do Dostoiévski, do Joseph Frank.

Romance do Coração
Sou volúvel - são muitos! Vão dois: A pane, de Dürrenmatt ; O estrangeiro, de Camus.

Prosa ou poesia?
Como sempre fui um poeta incompetente, restou-me a prosa...

Texto ou livro ao qual você recorre na hora do apuro
Poemas de Drummond.

Nota de Rodapé
Tinha uma pedra no meio do caminho.
 
Mais sobre Cristovão Tezza na internet:
www.cristovaotezza.com.br


 
       
©2007-2008 Mona Dorf / Rádio Eldorado
Todos os direitos reservados